É difícil detectar quando um funcionário não está engajado com seu trabalho. O simples cumprimento das tarefas não é exatamente um sinal de comprometimento – ele pode estar infeliz e você só vai descobrir isso com o pedido de demissão.

As principais razões que levam ao desânimo de um colaborador são:

– O funcionário não sabe como o seu trabalho contribui para a empresa: sem o senso de propósito, é difícil manter o foco e a criatividade.

– Funcionários que não estão engajados não se sentem apreciados: não se sentir valorizado pode trazer muita insatisfação.

 

Uma comunicação bem feita pode ajudar os funcionários a entenderem que seu trabalho é importante, mas essa comunicação não pode ser feita da mesma maneira para todos. Perfis de personalidade vão ajudar a entender como seus colaboradores trabalham e em qual estágio de produtividade estão.

Você pode classificá-los, a príncipio, em três categorias básicas: crítico, crônico ou terminal.

– Trabalhadores críticos são engajados e trabalham para melhorar a empresa. São as pessoas que trazem inovações e contribuem com o resultado do todo.

– Funcionários crônicos estão sobrecarregados e sua falta de envolvimento faz com que trabalhem apenas no que é direcionado especificamente para eles. Esses funcionários não sabem exatamente qual a importância de sua função na empresa.

– Funcionários terminais estão prontos para sair e procurando a primeira oportunidade para isso.

 

Depois de determinar os níveis de engajamento, você pode relacionar seus funcionários em quatro categorias:

– Networker: essa pessoa gosta de comunicar e encorajar os demais.

– Perfeccionista: esse funcionário gosta de estudar e encontra as melhores soluções para os problemas.

– Desenvolvedor de tarefas: esse trabalhador é focado em concluir tarefas ou projetos.

– Professor: essa pessoa fica mais engajada quando pode ensinar e compartilhar o seu conhecimento.

 

As vantagens da classificação de personalidade

Pessoas são motivadas de maneiras diferentes, de acordo com suas personalidades. Se você entende o que funciona para cada tipo de trabalhador, consegue melhorar a motivação de todos. Os benefícios para a empresa são:

– Apreciação das diferenças: você vai aprender porque as pessoas se comportam de determinada maneira, e vai envolvê-las criando um fluxo positivo dentro da empresa. Vai reconhecer a diversidade na sua equipe e usar isso como ponto positivo.

– Melhor aproveitamento dos funcionários: quando você entende como seus colaboradores trabalham, pode encaixá-los melhor na empresa e estabelecer metas apropriadas.

– Um negócio equilibrado: quando você tem um negócio equilibrado, a fraqueza de um grupo é compensado pelas forças de outro. Com os perfis, você pode enxergar onde está a falha. Talvez, a maioria de seus funcionários sejam espontâneos e não estão focados nos detalhes; é importante então colocar gerentes analíticos para que o projeto seja bem-sucedido .

 

Identificando o perfil de personalidade dos seus funcionários, é possível realocar as forças de trabalho onde podem ser melhor aproveitadas, aumentando o engajamento e a performance. A Efix possui ferramentas completas de análise de competências e desempenho, que podem ajudar a sua empresa a definir como aproveitar ao máximo o talento de seus empregados.

 

Com Eremedia 

Voltar
 
 


Conecte-se à Efix:

Efix, Brasil

+ 55 (11) 3044 4349

Efix, EUA

+ 1 (586) 486 EFIx  
+ 1 (586) 486 3349